Coreia do Norte “está a pedir guerra”, acusam EUA

Coreia do Norte “está a pedir guerra”, acusam EUA

1
228
0
Segunda-feira, 04 Setembro 2017
Notícias

A Coreia do Norte testou no domingo a sua bomba nuclear mais potente até à data, um artefacto termonuclear que segundo o regime de Pyongyang pode ser instalado num míssil intercontinental.
A embaixadora dos Estados Unidos da América (EUA) junto das Nações Unidas, Nikki Haley, acusam a Coreia do Norte de “estar a pedir guerra”. Haley falava durante a reunião de emergência desta segunda-feira para analisar o mais recente teste nuclear norte-coreano.

A norte-americana pediu ainda às Nações Unidas para que sejam impostas “as mais fortes medidas possíveis”, considerando que não tem resultado a estratégia adoptada desde 2006, ano em que a ONU começou a sancionar o país.

“Apesar dos nossos esforço, o programa nuclear da Coreia do Norte está mais avançado e perigoso do que nunca”, disse Haley ao Conselho. “Guerra é algo que os Estado Unidos nunca querem. Não a queremos agora. Mas a paciência do nosso país não é ilimitada”, referiu também.

Nesta reunião de emergência, a China, tradicional aliado norte-coreano, apelou à Coreia do Norte para que “parasse de fazer acções que são erradas”.

Antes desta reunião, a China admitiu a possibilidade de apoiar a Organização das Nações Unidas (ONU) num embargo ao petróleo fornecido à Coreia do Norte, sendo que Pequim fornece mais de 80% do petróleo do país liderado por Kim Jong-un.

Por seu lado, a Suíça ofereceu-se para mediar a crise. A presidente suíça, Doris Leuthard, disse esta segunda-feira que “as grandes potências têm uma responsabilidade” na ameaça norte-coreana.
A Coreia do Norte testou no domingo a sua bomba nuclear mais potente até à data, um artefacto termonuclear que segundo o regime de Pyongyang pode ser instalado num míssil intercontinental.

A comunidade internacional condenou unanimemente o novo desenvolvimento de armamento norte-coreano. Seul e Tóquio pediram mais sanções ao regime de Kim Jong-un.
Noticia: Radio Renascença

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *